[Blythe] Get The Look: Valentina

24 de Setembro de 2010

Hoje vou começar uma sessãozinha nova do blog. Agora toda sexta-feira vai ter um Get The Look aqui inspirado em algumas Blythes que encontro pelo Flickr. Porque existe muita Blythe estilosa que se baseia nas tendências atuais de moda, então por que não se basear nelas também na hora de pensar em algum look pra gente? Sinto uma vibe Victor Valentim aqui! hehehe

Resolvi juntar esses dois hobbies meus e abro a categoria com a Valentina da minha amiga Mari Batistello. Além de ser uma fofa, ela tem um estilo romântico que acho que tem tudo a ver com a Primavera, que começou ontem!

Look 1

Coletinho jeans: super tendência pra primavera/verão! Vi aos montes pela Renner e C&A!

Camisetinha listrada: Bem básica, eu gosto um pouco mais soltinha pra ficar por baixo do colete, mas até uma regatinha vale!

Saia balonê: Não tá mais tão na moda, mas fica super delicado!

Colar de lacinho: Acessórios pra dar um ar divertido são muito bem vindos!

Sugestão de sapato: sapatilha ou um all star acho que caem super bem!

Look 2

Vestidinho floral: Tudo a ver com a primavera, bem curtinho!

Sapatilha: As sapatilhas coloridas vem com tudo agora no calor! Vi as coleções novas da Via Marte e as cores fortes estão todas lá!

Tiara: Pra completar o look romântico/menininha.

Look 3

Esse é um pouquinho mais arrumadinho e ideal pra meia estação.

Vestidinho floral: Pra entrar na moda reciclada, pode ser o mesmo do look anterior!

Bolerinho: Que pode ser um maxi colete ou um cardigan também, todos ficam bacanas.

Meia calça poá: As meias calças estampadas tão em alta, mas é bom saber combinar elas! Taí uma ótima dica pra meia fofa de bolinhas!

Mary Jane: Ou o sapato boneca! No site da Cravo & Canela tem as linhas Megan e Rochele!

____________________________________________________________________________

Quer saber mais sobre as Blythes? Visita o We Love Blythe!

E aí, o que acharam dessa categoria?

Como enlouquecer com uma Blythe

10 de Julho de 2009

Se você não sabe o que é uma Blythe, conheça o site We Love Blythes.

Até pouco tempo atrás eu achava estranho. Não conseguia enfiar na cabeça como alguém com mais de 20 anos faria seu pensamento desviar de bolsas e sapatos para gastar em uma… boneca. Elas são cabeçudas e olhudas, e por isso muita gente brinca dizendo que tem medo dela. Sim, brinca, porque isso só seria aceitável vindo de um gafanhoto ou de um bebê.

Para todo mundo que me conhece ou pelo menos leu meu post sobre consumismo sabe que eu não ligo pra BlackBerry’s, sapatos JimmyChoo, MAC, iPods, iPhones ou qualquer outro i. Eu nunca comprei as coisas por marcas, e sim por achar bonito ou que combina comigo. Posso contar nos dedos algo que eu tenha comprado acima de 100 reais na minha vida toda. Foram dois sapatos, um casaco de inverno e uma bolsa. A vida toda.
Sendo assim, fica fácil entender a reação da minha mãe quando eu disse que ia comprar uma Blythe. Um pequeno sermão seguido de dois dias de silêncio. Até ela olhar e se apaixonar também. Mas, por que diabos, isso aconteceu?

Roupas – Perfeição e detalhes

Comecei babando pelas roupinhas e miniaturas perfeitas. Enquanto você não sabe o quanto custa cada uma dessas coisas, a vontade é de levar tudo pra casa! Não dá pra imaginar acabamentos mais perfeitos do que muita roupa real de adulto, e muito melhores também do que aqueles outfits singelos das Barbies da minha época.

Custom – Materializando a sua imaginação

Acho que a maior vantagem de ter uma Blythe é a possibilidade de customizar ela inteirinha. Não existe tempo ruim. Quebrou? Sujou? Arranhou? A gente arruma. Troca a maquiagem, troca o corpo, troca os olhos, troca os cílios, troca o cabelo. Troca a boneca que chegar na sua casa pela boneca dos seus sonhos. Quer uma boneca japonesa? Uma fada? Uma chorando? Uma albina? Uma negra? Uma personagem famosa? Uma ela que é ele? Tudo: dá pra fazer.

Criatividade – Personalidade: alterego ou projeção

Além de um objeto de design, uma fonte de criatividade ou uma simples companhia, sua boneca pode ser também quem você quiser. Ela pode ser malvada, sapeca, doce, rockeira, meiga, irônica, criança, diva. Pode ser tudo aquilo que você é. Ou pode ser tudo aquilo que gostaria de ser. Ou tudo aquilo que você jamais será, mas gostaria de expressar de alguma forma.

E agora, apresento à vocês a nova mascote do blog: MAY.

Ela é uma Blythe Pow Wow Poncho, lançada em dezembro de 2003, e é uma das minhas novidades! Eu escolhi ela porque adoro ruivas, e como ela tem cabelão e não tem sardinhas no rosto, eu não ia ficar com pena de cortar ou lixar o rosto e aí tenho mais possibilidades pra customizar. Isso é tudo bullshit, porque até agora só consegui lixar o rosto e fazer trancinhas hahaha Ela chegou aqui dia 26 de maio (por isso o nome dela é May, duh!), quase um mês depois que eu paguei ela. É que o negócio é chique, a mocinha veio direto de Hong Kong para Porto Alegre.

Percebam que ela só veste tricô hahaha Primeiro, porque chegou no inverno e só faz frio, né? Segundo porque pra economizar, ela só veste o que minha mãe faz, ou seja, tricô. haha Sim, sim. Minha mãe, aquela que ficou sem falar comigo, agora faz casaquinhos mini para bonecas.

Ela tem até uma madrinha, a Mari. Foi através dela que conheci as Blythes, e a Valentina foi a primeira Blythe que eu acompanhei, desde o momento de compra, passando pelos momentos desesperadores onde a Mari abriu ela, até hoje. E a recíproca é verdadeira. Fui no encontro das dolls do sul fazer uma matéria, a Mari me deixou por dentro de tudo e depois acompanhou também desde o meu pedido até a chegada da May.

É muito bom tirar fotos dela, como se realmente fosse uma pessoa que fica por aqui enquanto eu trabalho. Meu Flickr agora é todo dela e assim eu posso também exercitar um pouquinho minha criatividade fotográfica, apesar de ainda não ter conseguido uma intimidade com minha câmera nova.

Apesar de tudo, acho que existem exageros sim no mundo das blythes. Mas isso acontece em tudo, e cabe a cada pessoa saber o que fazer da sua vida. Eu, por exemplo, tenho um limite que aceito pagar por roupinhas e coisas, e ele é proporcional ao limite que dou para comprar coisas pra mim também. Gosto de esperar por limpezas de armário, fazer troquinhas ou até mesmo pagar em dolar quando sai mais barato. É assim comigo, é assim com a blythe!

Fotos usadas no post: blythelife, erregiro, petitplat, lilitix, sugaroni, tamara, valaris, sabrina eras e taty.

——————————-

Peço que por favor, se for pra xingar, dizer que é um absurdo ou qualquer coisa do tipo, é melhor engolir seu comentário. A intenção do post não é gerar um debate sobre ter ou não uma Blythe, é para ser apenas algo divertido e mostrar coisas legais que EU vejo numa Blythe. Se você não vê… bom, deve ser por isso que eu tenho uma, e você não. Simples assim! =)

As unhas de março fechando o verão

8 de Abril de 2009

Bom, acho que é de extrema importância que vocês conheçam mais sobre esses dedinhos que vos escreve. E, para começar essa apresentação, nada melhor do que falar sobre as minhas unhas. Ok, mentira. Só quero me exibir com meus esmaltes! ^^

Ano passado eu contei aqui que minha meta era começar a investir em mim. Uma coisa meio vamos nos dedicar à futilidade enquanto não temos contas a pagar. Essa é a filosofia de vida do momento. Então eu fui pra praia e essa ideia ficou em hiatus, porque não dá pra fazer as unhas e no outro dia sujar elas fazendo o seu castelinho de areia. Mas a partir do momento que eu cheguei em Poa, ela ressuscitou! Vamos aos fatos!

06.03.2009 – Havana (Risqué)
A capital de Cuba é linda, mas o esmalte é mais. Tá, nem é, mas não poderia perder a piada. Com o objetivo de inovar, minha manicure sugeriu essa cor. É um vermelho bem aberto, para você não se perder na neve, no escuro ou em qualquer outro lugar que precise de um sinalizador. Vermelho agora é mato pela rua, mas eu nunca tinha usado um assim até porque unha vermelha pra mim era coisa de puta. Vivendo e acabando com os preconceitos, né?

17.03.2009 – Obsessão (Risqué)
Adoro roxo e acho que até agora foi o esmalte com mais personalidade. Já li em outros blogs pessoas criticando, dizendo que descasca muito rápido, que faz bolinhas, que não sei mais o que. Sinceramente? Fiquei 8 dias com ele numa boa e todo mundo elogiou a cor, que é super diferente.

25.03.2009 – Canoa (Impala)
Simplesmente é o vermelho do Corel. Aquela coisa que parece rosa, parece vermelho, mas não é nenhum dos dois. Achei diferente. Minha vó disse que antigamente era o tipo de “vermelho oriental”. Não sei direito o que isso quer dizer, mas achei uma boa definição.

04.04.2009 – Marinho (Colorama)
Marinho da coleção Verniz & Cor da Colorama. Ele não é cintilante nem metálico, mas no sol fica mega brilhoso. Escolhi essa cor porque uso praticamente só jeans, mas não foi a que mais gostei. Achei ele meio sóbrio demais, apesar de também ser uma cor diferente.

E eu não sou louca, mas eu tô fazendo uma tabela no Excel com as datas e as cores de esmalte que eu uso. Porque organização é tudo na vida hahaha

Me indiquem cores pra pintar semana que vem! :mrgreen:

Top 5 É feio, mas tá na moda.

1 de Novembro de 2008

Eu sei, eu sei, o Halloween foi ontem! Mas esse post ainda está no clima assustador do Dia das Bruxas! hahaha Depois de levar um susto na faculdade com um extremo mal gosto, decidi fazer uma lista de top 5 ítens totalmente dispensáveis da moda. Ou seja, eles estão na moda, mas são horríveis!

Top 5 – Hot pants

hotpants

Sabe o que é hot pants? Hm.. lembra do É o Tchan? (atenção pro nome da foto hahahaha) Pois é.. As hot pants são tipo micro shorts, alguns com cintura bem baixa, outro com cintura bem alta. Ou seja, é parecido também com aqueles modeladores de cintura ou com as calçolas tamanho XL da sua vó. Às vezes o problema maior não é a peça, e sim os outros. Vocês já imaginaram se essa moda sai das passarelas e das celebs fashionistas e cai no gosto popular? Ai, a praia vai ser uma visão do inferno.

Top 4 – Sandália abotinada

sandalias

Tenho uma relação parecida com as sandálias gladiadoras. Até tem modelos que acho bonito, mas a maioria é muito estranha. Uma mistura de Jesus na cruz com espartanos. Uma coisa meio… tô usando pra mostrar que acompanho tendências e tenho atitude, porque na verdade não tem como achar realmente “lindo”.

Top 3 – Óculos de plástico

oculos

Horrível! Parece brinde de balão surpresa! hahaha Não entendo qual é a graça. Se dizer alternativo, talvez… O lado bom é que combina com o próximo ítem da lista!

Top 2 – Crocs

crocs

Sei que tem muita gente que gosta e tem um. EU não consigo achar legal! Sério! Como sapato de Barbie dos anos 90 tudo bem, mas… for real? Não dá! É muito feio, mesmo coloridinho. Até em crianças eu acho feio. Falta charme, detalhes, coisas que eu aprecio muito em sapatos.

Top 1 – Bolsa com estampa de animais

cachorros

Olha, eu amo animais. De verdade, principalmente filhotes e tal. Mas essa bolsa é o cúmulo da breguice. E o pior: é cara! Me lembra uma época em que era moda os pais terem camisetas com fotos dos filhos, logo que começou a onda de impressão em roupas e ficava aquela coisa personalizada porém tosca. Outra coisa que me vêm à cabeça é: daqui 10 anos isso estará no R$ 1,99. Esse foi o estopim pro post, porque eu já tinha visto em lojas e sites, mas nunca achei que alguém realmente comprasse isso. Por favor gurias, não me digam que acham fofo! hahaha

Gente, desculpa se ofendi alguém. Sabe como é, eu sou meio ignorante em moda, não tenho alcance suficiente pra absorver a magia das peças hahahaha E é uma opinião pessoal né!

Mudando totalmente de assunto, hoje eu fui nos Correios buscar meu… tadã! Kit da Puket, que eu ganhei na promoção da Lia! Eeeee, muito fofo! Inclusive tirei uma foto mostrando minha camiseta que combinou total com o kit! hahahah

< Beeeijos! ;)

Get back to where you once belonged

17 de Outubro de 2008

Prepare-se para um post gigante. Ou não, pois ainda não sei no que isso vai dar hehehe

Bom, coloque aqui um texto sobre como a moda vai e volta de forma cíclica, relembre alguns posts meus sobre o assunto e vamos pular a introdução de enrolação! =)

Tudo a ver com o post, queria falar sobre um site muito bacana que é o Fashion Retro. Ele mostra a moda dos anos 20 aos anos 70 para você acompanhar os estilos, as tendências, as cafonices e as ótimas idéias que já foram feitas (e que talvez hoje possam parecer novidade, mas não é!). O site separa tudo por categorias, mas o que eu mais achei legal foi a àrea de comparação que mostra um vestido Dior de 1957 e um Dior de 2006, vestido pela Reese Whiterspoon no Oscar.

Clássicos nunca saem de moda

Mas, indo direto ao ponto, acho que a “era congelada de moda” que eu mais gosto é a vintage/retrô/pin up. Me identifico muito, queria ter nascido nos anos 50 e toda aquela coisa. Acho que atualmente, muitas cantoras têm assumido o estilo até mesmo pelo ritmo musical estar interligado, como a Amy Whinehouse e a Lily Allen. Mas a maior representante é a cantora e compositora estaduniense Katy Perry, a nova queridinha da América.

Eu busquei também algumas roupas pra comentar, mas pra não ficar falando de cada loja em especial, eu fiz uma seleção de coisinhas fofas e seguindo a tendência:

1 – Sapato de bolinhas da coleção Misha Barton (?) da Cravo e Canela. Eu comprei. Eu quero mais. São muitos sapatos lindos, se não fosse um precinho tão salgado eu teria um de cada cor. O objetivo atual é um rosa nesse mesmo estilo.

2 – Sapato estilo pin up bicolor da loja gringa Retro Cuties. Além de sapatos, eles têm vestidinhos, saias, blusas lindas e camisetas com as bonequinhas do site.

3 – Sapato drag queen+pin up super diferente que eu e a Key (aliás, uma pin up fan como eu) vimos, também da Cravo e Canela, mas dessa vez a coleção é Mumbai (??).

4 – Camisetinhas da Marisa. Aliás, a Marisa anda ótima ultimamente, talvez por isso os preços subiram um pouquinho. Enfim, é uma mistura de retrô + geek, eu adoro.

5 – Tá, esse short não é de nenhum lugar específico, mas só coloquei pra ilustrar a cintura alta. Vi vários na C&A.

6 – Uma das várias blusinhas lindas que tem no site inglês Dollydagger. Na verdade, achei esse site enquanto tava fazendo o post e procurando pelas peças e me apaixonei. Uma pena que os preços todos são em libras, o que deixa as blusinhas muito caras pro meu gosto! =(

E vocês, o que acham? De qual década vocês preferem o estilo? Beeijos! ;)

Página 3 de 41234