Tim Burton rules my world

24 de June de 2008
Olá! Tenho uns memes atrasadíssimos pra fazer, então fico com um muuuuito legal que a Ira me passou em 1720, ah.. como éramos felizes naquele tempo.

1) acesse http://en.wikipedia.org/wiki/Special:Random – o título da primeira página aleatória que aparecer será o nome da sua banda.
2) vá pra http://www.quotationspage.com/random.php3 – as últimas quatro palavras da última frase da página formarão o título do seu disco.
3) acesse http://www.flickr.com/explore/interesting/7days/ – a terceira foto, não importa qual seja, será a capa do seu disco.
Eu já tinha feito pelo fórum e deu esse aqui. Mas esse da Ira deu:



E voltemos à programação normal deste blog.

Lua de Fel


Até agora só li pessoas que ou amaram, ou odiaram. Fiquei no meio termo, porque não consigo ser extremista assim. Achei a história do relacionamento central muito interessante, apesar de bizarrona, mas achei Hugh Grant nada a ver naquele papel e o final totalmente sem noção. Fora isso, a direção do meu querido Polanski é brega e não ajuda.
=(

E eu tô fazendo um especial diretores desenhados. Começou porque desenhei o Tarantino pra um amigo, e aí tive a idéia de desenhar todos que eu gosto. O terceiro da série foi o Tim Burton e eu me empolguei tanto que fiz um vídeo pra postar hahaha Ignorem a qualidade e a minha voz também. (esses posts tão muito interativos hahaha)

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=Y2wCFbQ_EI4&hl=en&rel=0&color1=0x2b405b&color2=0x6b8ab6&border=1]

Eca!

31 de May de 2008

O Nando criou uma corrente blogueira aí pro pessoal discutir sobre o tabaco no Dia 31 de maio – Dia Mundial sem Tabaco. O dia foi criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com o intuito de sensibilizar o maior número possível de pessoas sobre os males causados pelo consumo do tabaco e seus derivados.

Eu odeio cigarro e sei que não importa o que eu falar aqui, ninguém vai parar de fumar “porque a Bruberries pediu”. Sinceridade? Tô cagando pra saúde de quem fuma, cada um faz o que quiser da vida e muitos já são bem grandinhos pra decidir coisas. Mas assim, vamos aos fatos:

– é um saco voltar pra casa depois de uma festa/show com o cabelo fedendo à cigarro;
– detesto pessoas que dirigem fumando, e PIOR ainda, largam o cigarro pela janela em qualquer lugar;
– o preço do cigarro é um absurdo, já pensou em tudo que dá pra comprar economizando o dinheiro do cigarro de um mês? Ou melhor, você fumante, quer saber em quanto tempo você queimará seu primeiro milhão? *ignore essa se você for burguês ou só fumar cigarros roubados*
– foi-se o tempo que cigarro era glamour, hoje em dia é coisa de chinelão mesmo;
– eu já tive amigos e roupas vítimas de uma apagada de cigarro, e posso dizer que não é nada legal.

Então, cada um faz o que quiser, mas eu e muitas outras pessoas somos prejudicadas com o vício dos outros.

No mais, tá bem frio por aqui e finalmente vou poder usar os casacos que eu comprei! Tão lindos e quentinhos e peludinhos! *___* Eu adoro frio! Tempo de usar pantufas, de fazer foundue, de ver fumacinha sair pela boca, de usar cachecóis (tenho milhares por culpa de uma vó prendada e com bom gosto hehe), tomar chocolate quente, ver filme embaixo de vários edredons, usar luvinhas! E o frio aproxima as pessoas! ^^ Beeijos! ;)

Coisas que você só aprende depois que a cagada tá feita

25 de May de 2008
Obrigada a todos que comentaram, mas realmente acho difícil eu me animar com comentários. São vários contextos e situações que eu poderia continuar discutindo o assunto por mais vários posts e posts. É como ir em apenas uma consulta do psicológo: não dá tempo de falar tudo e você acaba parando em assuntos diversos pra continuar falando sobre um.
Pelo menos pensei em várias coisas que a gente só aprende depois que errou (e acho que escolhi a melhor ilustração do post), pra ver se eu começava a banalizar os erros que cometi hahaha Vai vendo…

Coisas que você só aprende depois que a cagada tá feita



– sim, dedo no ventilador dói;
– colocar uma guria e dois bêbados num taxi de madrugada não pode dar certo;
– aquele produto revolucionário do Shoptime vai começar a parecer a coisa mais inútil do mundo assim que for empacotado e endereçado pra sua casa;
– não, você não pode dar uma de malandrão e engatar a primeira marcha com o carro desligado;
– bloquear alguém no MSN, mas não bloquear os amigos desse alguém dá merda;
– se mandar msg/e-mail/sms pra alguém por engano, tente disfarçar a burrice com sarcasmo;
– em alguns casos, pular encima de bolas de plástico gigantes de crianças depois de uma certa idade resulta em explosões e crianças chorando;
– sempre, sempre tente lembrar das pessoas que te deram algum presente ruim, ou periga você repassar o presente pra mesma pessoa (e nesse caso pode ser aplicada a frase “gostei tanto que comprei um igual pra você”);
– por via das dúvidas, nunca parabenize uma mulher por estar grávida;
– cookies crescem muito no forno, então a menos que você queira uma pizza de cookies, deixe as massas mais espaçadas na fôrma;
– chuchu, repolho e brócolis numa mesma refeição pode criar uma bomba nuclear;
– nunca confie nos filmes do Intercine da Globo;
– você vai se arrepender muito de ter comprado certas coisas e, pior ainda, ter usado;
– às vezes deletar arquivos sem saber porquê eles existiam pode te deixar alguns dias sem computador;
– algumas mães não entendem que desenhar na parede é uma forma de arte;
– continuar andando ou fazendo o que você estiver fazendo e achar que a pessoa que estava do seu lado ainda está ali pode te presentear com uma conversa com estranhos ou novos amigos;
– mais ou menos no mesmo clima da de cima: verifique sempre quem você vai abraçar pelas costas.

Era isso, quase tudo da lista já aconteceu comigo, tirando a da mulher grávida. =D E algumas são histórias que por si só já renderiam um post, mas eu tenho que estar inspirada pra escrever e também criar um novo marcador: causos hahaha
Beeeijos! ;)

As Piores Propagandas dos Últimos Anos

20 de May de 2008
É, não dá. Por mais que digam que a vida de criação é fácil, que propaganda é uma coisa divertida para criativos e blábláblá… existem propagandas tão ruins, mas tão ruins que ficam famosas pela sua podridão. E duvido que seja um antimarketing proposital, a verdade é que muita gente consegue errar a mão feio, se desesperam com prazos ou, sei lá, fumam orégano com Boa Noite.

Top 4 – Acnase, Honey.

Tipo que essa é uma propaganda pra gurizadinha esperta no estilo Malhação, que apronta todas com a turminha do mal, adora uma balada pra azarar várias gatinhas e faz fotinhos formando a estrela com os dedinhos, saca? Zuuuper descolada aê.

Top 3 – Motorella resistente.

É um desastre total. Os efeitos, a música, os modelos. Como li num comentário do vídeo no Youtube: essa é uma turminha da pesada.

Top 2 – Rala Bela.

Ela é tão bonita que dá medo de olhar? Não, não estou falando da propaganda, e sim da incrível mocinha que usa Rala Bela. Mas isso não é nada, já que nenhuma parte da música faz sentido. Com nada. E o nome da marca é horrível, acho que só perde pra Rola Moça (que bem poderia ser nome de marca pra tamanhos extra large, mas não é).


Top 1 – Pedrinho cagão.

Só me respondam uma coisa: por quê? Por quê uma atuação tão tosca? Por quê uma criança se importaria com o fato de ter um aparelho com extremo aroma no banheiro? Por quê o cliente aceitou colocar isso no ar? Por quê levaram além essa idéia de jerico? Por quê?

Tinham mais várias tosquinhas, mas não achei os vídeos no Youtube e aí não tem tanta graça de comentar… mas vale a citação e a lembrança: Temper Chease, Suco Kapo, Skol (odeio armar boteco..), Net, Ford Ka, Ig.

Beeeijos! ;)

O Caso Stuart Little

25 de April de 2008
Nardoni? Padre voador? Terremoto em SP? Que nada… a manchete principal por aqui é outra. Pra quem não acompanha o blog desde o início, eu e meu namorado temos um hamster chamado Remy (que agora acreditamos ser hermafrodita O_o mas chamamos de a Remy desde o fato. Então, como vocês podem ver, eu tinha colocado um Stuart Little na gaiolinha dela, pra enfeitar e ela ter um amiguinho. Remy sempre teve um comportamento hiperativo, como todos os hamsters sírios, nunca nos mordeu e sempre pareceu uma hamster alegre, tímida e meiga. As pessoas que conhecem Remy nunca reclamaram de nada, pois ela é muito amigável. Olhem essa carinha…

Ela parece o tipo de hamster que nunca faria nada de mal, certo? ERRADO!


Um belo dia fui até o banheiro lavar as mãos e quando olho pro box (Onde ela mora. Sim. No box. Ninguém usa aquele box) lá está ele. Um corpo no chão. Frágil, indefeso, como se fosse de algodão. (?) Remy comeu parcialmente o Stuart. E não estamos falando de um caso de estupro (embora pelo estado dele, bem que poderia ser também) mas sim de um ataque de raiva incontrolável de um hamster.
Stuart, mesmo depois de todo o ocorrido, esboçando um tímido sorriso


Pobre Stuart. =( Agora mais aleijado do que nunca. Vamos ser francos, sua carreira no Cinema acabou.

Mas nem por isso eu gosto menos da Remy. Ela deve estar passando por uma fase difícil, adolescente, está sem a rodinha, demos à ela muita liberdade com essa história do box, talvez ela ache que pode tudo. Vamos ter que ter uma conversinha séria com essa rapariga.

Ok, chega de bobagens hahaha Queria relembrar quem passa aqui para votar na minha história de Melissa! É fácil, é rápido e me fará ir pra Nova York. Não vou mentir, foi difícil decidir qual blogueira eu iria indicar na hora da inscrição, pois conheço várias e todas são tão queridas. Mas optei pela lógica dos fatos, foi no blog da Nicas que eu vi primeiro sobre a promoção, e agora eu espero que ela se dê bem também!


Beeeijos! ;)

Página 14 de 1678910111213141516