FAO Schwarz – Nova York

2 de Junho de 2013

Já nos primeiros dias, passeando por Manhattan, encontramos uma loja de brinquedos gigantesca, a FAO Schwarz. Como resistir? São 3 andares enormes e cheeeeios de tudo quanto era tipo de coisa para crianças – er… e alguns adultos alegres também hehe No primeiro andar, todas as espécies de animais em pelúcia, inclusive versões tão grandes que eram quase o tamanho real dos bichos. Logo adiante, a área FAO Schweetz, uma espécie de Candy Bar da loja, com um buffet enorme de balas, chocolates, chicletes e marshmallows.

No segundo andar, carrinhos, bonecas, Lego, Monster High, Barbies, kits de mágica, fantasias, reborn babies, action figures. Sério, parece interminável! Eu me perdi do Rafa umas duas vezes.

Essa loja fez parte da minha infância e eu nem sabia! É a loja que aparece no filme Big – Quero Ser Grande, com Tom Hanks, em que ele e o ator Robert Loggia, que interpreta o dono de uma rede de lojas de brinquedos, tocam Heart and Soul e Chopsticks (o Bife ou “a música do Danoninho” hahaha) num piano gigante. Gente, é impossível não se empolgar com essa cena!

Por ser muito grande e numa área bem badalada de Nova York, várias celebridades já apareceram pela loja comprando brinquedos pros seus filhotes.

Celebridades e seus bebês @ FAO

Pra quem também é uma eterna criança serelepe presa num corpo de adulto (ok, ou tem filhos, sobrinhos e irmãos pequenos), vale a pena passar por lá. Principalmente se for um dia chuvoso, pois lá dentro as horas voam!

ONDE FICA?
Número 767 na 5th Avenue em New York, NY (horário de funcionamento das 10 às 19h)

Comprando no Wholesale-dress.net

17 de Outubro de 2011

A culpada de tudo é a Lily. Depois de ler o post dela, resolvi experimentar fazer as compras no Wholesale, o site de roupas chinesas com preços muito, muito baratos. Vou escrever aqui como foi, minha opinião sobre os produtos e algumas dicas para comprar melhor e com menos chances de erros.

MINHAS COMPRINHAS

Fiz a escolha das peças de acordo com as dicas que mais abaixo vou dar pra quem quiser experimentar comprar no site. Eu nunca tinha comprado roupas pela internet antes e por isso mesmo posso dizer que por muito pouco não fui 100% feliz nesta empreitada!

O blusão de ursinhos (coisa maaaaais fofa!) ficou perfeito em mim. Ele é apeluciado e muito macio, não sei dizer que tecido é esse. O capuz e o ursinho vem peludinhos, é puro amor!

Também comprei um vestido de corações que deu certinho! Ele tem um elástico na cintura, então acredito que mesmo que eu fosse mais gordinha ele teria servido. O tecido dele é tipo um chiffon, ou seja, bem leve, fininho e um pouco transparente no busto, onde ele não tem forro. Ainda não usei, mas tenho quase certeza de que ele não pode ser usado somente como vestido, por ser curtinho demais, mas deve ficar legal como sobre legging.

De sapatos, comprei uma bota peluda (que veio em dobro, pois outro ítem que pedi estava em falta) e uma sapatilha que achei a coisa mais diferente! O que mais gostei no site foram as botas, porque elas são muito fofas, peludinhas (fake, claro né) e de um estilo que a gente não vê muito por aqui. Essa me conquistou pelos pompons! haha

Já a sapatilha cinza foi meu 1% que não deu muito certo. Ela ficou muito apertada, pois é muito fechadinha. O material é bem duro, e mesmo que tivesse servido no meu pé, não acho que seja a coisa mais confortável do mundo. Mas é lindona! Ela é revestida de camurça e tem um detalhe de renda e pérolas do ladinho, phyna!

Vale dizer que minhas compras demoraram cerca de 5 meses, mas é só porque como era a primeira vez que eu estava comprando no site, decidi ver se tudo ia chegar direitinho, se as peças eram de qualidade, se iriam servir, etc. E por isso, não quis investir num frete mais caro. Acho que valeu a pena como forma de testar as compras, e de qualquer maneira talvez fosse atrasar com essa greve dos Correios. Da próxima vez já sei que posso pegar um frete mais carinho, porém mais rápido.

DICAS PARA COMPRAR MELHOR

- A primeira dica é ter paciência. O site tem muitas categorias, e em cada uma delas são várias páginas de produtos. Acho legal já fazer o cadastro e ir colocando o que você gostou nos Favoritos ou na Wishlist, senão você jamais saberá encontrar aquele produto de novo.

- Eu não sei qual a lógica de revenda do site, mas às vezes ele tem produtos iguais mas com nomes e preços diferentes. Rá, é pegadinha do Malandro! Por isso é bom estar atento e revisar o que você colocou nos favoritos.

- Tendo noção de que as chinesas são minúsculas (imagine duendes da finura do seu dedo), tamanho é a parte mais importante de tudo. Pra garantir, busque por peças que tenham menos chances de erro ou sejam fáceis de adaptar, como blusas de inverno, blusões, casacos, saias e vestidos com elástico na cintura, blusas bem soltinhas, sapatos e acessórios. Não aconselho a comprar calças, meias, lingeries e vestidos justos, a não ser que você vista PP.

- Preste atenção, porque por padrão quase tudo no site é Free Size, que significa Tamanho Único. Como o tamanho único das chinesas é pra boneco palitinho, não é uma boa arriscar. Prefira peças que tenham a opção de L (grande) ou até mesmo XL (extra grande). Geralmente os ítens tem as medidas em cm para termos uma idéia mais exata. Para quem não sabe inglês, aí vai a ajuda: lenght (comprimento), bust (busto), shoulder (ombros) e sleeve (manga).

- Para sapatos, é bom pensar em 2 números acima do que você calça. Por exemplo, eu calço 37 e pedi uma bota tamanho 39. Mas isso porque a bota era peludinha e macia. A outra sapatilha que pedi, também 39, por ser de um material durinho, ficou bem apertada. Acho que para ela, deveria ter pedido 41. Então preste atenção, pois sapatos tipo scarpin, sapatilhas e outros mais “fechados” pode ser que mesmo 2 números acima do seu ainda fiquem pequenos. A dica que li no blog da Lily é que existe um site gêmeo do Wholesale, mas só de sapatos, chamado Lovely Shoes.

- O limite de compras internacionais é de U$ 50 dólares. Ou seja, se você não quiser ser taxado (ou quer diminuir muito esta possibilidade) tente fazer com que seu pedido não ultrapasse muito este valor. E não é difícil com os preços baixos do site, é só fazer a escolha de Sofia entre algumas peças que dá tudo certo! Qualquer coisa, você compra o que faltou em outra leva!

É ISSO!
Espero que o post tenha ajudado quem está com algumas dúvidas em relação ao site, e também quem assim como eu quer testar fazer umas comprinhas por lá! Quem ainda estiver com a pulga atrás da orelha, lá no post da Lily tem mais detalhes sobre a navegação no site e a forma de pagamento e escolha do frete. Mas posso responder algumas perguntas nos comentários também.

Se você é do tipo que não curte colocar seu cartão na internet, esperar ou arriscar comprar sem experimentar primeiro, não fica triste! Estou pensando em encomendar umas coisinhas pra sortear aqui no blog de mimo de final de ano! Vamos só ver se chega até lá, né? hehe

Lojinhas puro amor

18 de Outubro de 2010

Resolvi fazer esse post porque nas andanças pela internet favoritei umas lojinhas diferentes, marcas das quais eu ainda não tinha ouvido falar e gostei muito! São três empresas relativamente novas no mercado que tem tudo pra estourar, só falta serem bem conhecidas! =)

Mariotta

Mariotta

A Mariotta é uma loja de calçados bem simples, porém bem bonitos e antenados com as mais novas tendências. Apesar da marca não ter aquela infinidade de modelos, tem pra todos os gostos e eu, particularmente, me surpreendi muito com os Clogs. Nessa coleção, estão apostando em tons nude, assim como a Via Marte, e mesmo assim encontrei um Birken fluor e uns modelos rosa pink e azul bem chamativos! Meu modelo preferido: esta rasteirinha de lacinho, mega fofa.

Ah, a empresa parece pequena, mas eu vi que tem representantes em vários estados do Brasil!!

Antix Logo
Antix

Antix

Achei a Antix navegando por uns blogs de moda. Eu simplesmente PIREI nessa loja! A coleção inteira é linda e as fotos são de muito bom gosto! A empresa existe há apenas 3 anos e as roupas são sempre nesse perfil romântico, delicado e feminino.

Tem muito vestido, blusinha acinturada, cintura alta e shortinho. Parece uma mistura de pinup e giz pastel! haha Dá pra ver o que teve na coleção de Inverno aqui.

Amo muito

Amo Muito

E tem como não amar? A Amo Muito tem um monte de coisa fofa, principalmente pra quem – como eu – ama lacinhos, bolinhas e xadrez! Tudo em tons que as meninas amam, muito rosa, azul, branco, nude, milhares de modelos de bolsas e cintos! Também tá cheio de enfeite pro cabelo, bolsinhas de mão e necessaire, e até uma linha infantil.

Então é isso! Essas três lojinhas são meus verdadeiros achados na internet. Espero que gostem e entrem nos sites para fuçarem e verem se tem algum revendedor pertinho de vocês.

Highway to hell

16 de Junho de 2010

Casamento em Uruguaiana. Uruguaiana a 8 horas de Porto Alegre. Sem vestido e madrinha. Um pâncreas meia boca e a certeza de que nada ia ser muito fácil.

Então era isso, no feriado de Corpus Christi estava eu embarcando pra lá num ônibus levando uma caixa térmica com pão de queijo e vendo aos pedaços Elizabethtown dublado espremida numa poltrona, tentando convencer meu pescoço de que por aquela noite a cama ia ser um pouco diferente. Mal conhecia os noivos, mas nessas horas as formalidades falam mais alto e eu sucumbi. Precisava de algo pra me apegar, um amuleto, algo que me garantisse segurança durante os momentos mais difíceis: levei meu secador comigo. O meu secador 110w. Pro meu hotel 220w.

Meia hora de choro depois de um transformador estourado e tudo parecia bem, ignorando o fato de que eu não ia poder almoçar nada além de repolhos e batata doce, simplesmente porque não tem como encontrar uma restaurante árabe, mexicano, vegetariano ou natural na fronteira do Rio Grande do Sul com a Argentina. E os restaurantes todos fecham às 14h, então por mais que eu quisesse ver pra crer, não ia dar tempo de procurar nada adequado ao meu pâncreas revoltado na cidade.

Tirando isso, foi tudo bem mais ou menos. Nunca tinha ido a um casamento e me dei conta do quanto definitivamente não quero um tradicional. Padre, Igreja, músicas sem graça… no way! No fim, me desculpem quem discorda, aquilo não é para os noivos. Se trata de um agradecimento à Deus. É um ritual para Deus. Não tem nada a ver com o amor entre as pessoas que estão se unindo. É tudo uma submissão. Assunto pra uma vida, não um post, acredito eu.

Always look on the bright side of life…

No fim, a melhor coisa foi ter estado na Argentina, Brasil e Uruguai em um mesmo dia. Um feito bobo, eu sei que não é impossível. Mas já foi algo! Comprei um rímel novo da L’Oreal, um lip balm de morango, muitas guloseimas pras pessoas queridas (com a plena satisfação de que elas estariam felizes podendo comer o que eu não posso), um som novo modernoso pra minha mãe e ganhei meu perfume amado da Diesel: Fuel for Life Unlimited. Também comprei umas coisas diet num mercado de Libres e tomei suco de Pomelo.

A segunda melhor coisa de tudo foi meu sapato, que comprei pra combinar com o vestido e o casaquinho de pele. Surpreendendo a tudo e a todos, eu não usei um Cravo & Canela, e COMPREI um sapato. Sim, eu comprei. Já vejo a hora em que vou ter que dormir no sofá da sala pois não terei espaço no meu quarto que não tenha uma caixa de sapato brilhando.

A terceira melhor coisa foi ter tirado fotos muito bonitas da May. Céu azul, poucos prédios, bastante tempo livre. Me orgulhei.

E a quarta melhor coisa foi descobrir que a H2O de lá é bizarra.

Mas apesar da aparência de suco do Chaves, é boa.

Como enlouquecer com uma Blythe

10 de Julho de 2009

Se você não sabe o que é uma Blythe, conheça o site We Love Blythes.

Até pouco tempo atrás eu achava estranho. Não conseguia enfiar na cabeça como alguém com mais de 20 anos faria seu pensamento desviar de bolsas e sapatos para gastar em uma… boneca. Elas são cabeçudas e olhudas, e por isso muita gente brinca dizendo que tem medo dela. Sim, brinca, porque isso só seria aceitável vindo de um gafanhoto ou de um bebê.

Para todo mundo que me conhece ou pelo menos leu meu post sobre consumismo sabe que eu não ligo pra BlackBerry’s, sapatos JimmyChoo, MAC, iPods, iPhones ou qualquer outro i. Eu nunca comprei as coisas por marcas, e sim por achar bonito ou que combina comigo. Posso contar nos dedos algo que eu tenha comprado acima de 100 reais na minha vida toda. Foram dois sapatos, um casaco de inverno e uma bolsa. A vida toda.
Sendo assim, fica fácil entender a reação da minha mãe quando eu disse que ia comprar uma Blythe. Um pequeno sermão seguido de dois dias de silêncio. Até ela olhar e se apaixonar também. Mas, por que diabos, isso aconteceu?

Roupas – Perfeição e detalhes

Comecei babando pelas roupinhas e miniaturas perfeitas. Enquanto você não sabe o quanto custa cada uma dessas coisas, a vontade é de levar tudo pra casa! Não dá pra imaginar acabamentos mais perfeitos do que muita roupa real de adulto, e muito melhores também do que aqueles outfits singelos das Barbies da minha época.

Custom – Materializando a sua imaginação

Acho que a maior vantagem de ter uma Blythe é a possibilidade de customizar ela inteirinha. Não existe tempo ruim. Quebrou? Sujou? Arranhou? A gente arruma. Troca a maquiagem, troca o corpo, troca os olhos, troca os cílios, troca o cabelo. Troca a boneca que chegar na sua casa pela boneca dos seus sonhos. Quer uma boneca japonesa? Uma fada? Uma chorando? Uma albina? Uma negra? Uma personagem famosa? Uma ela que é ele? Tudo: dá pra fazer.

Criatividade – Personalidade: alterego ou projeção

Além de um objeto de design, uma fonte de criatividade ou uma simples companhia, sua boneca pode ser também quem você quiser. Ela pode ser malvada, sapeca, doce, rockeira, meiga, irônica, criança, diva. Pode ser tudo aquilo que você é. Ou pode ser tudo aquilo que gostaria de ser. Ou tudo aquilo que você jamais será, mas gostaria de expressar de alguma forma.

E agora, apresento à vocês a nova mascote do blog: MAY.

Ela é uma Blythe Pow Wow Poncho, lançada em dezembro de 2003, e é uma das minhas novidades! Eu escolhi ela porque adoro ruivas, e como ela tem cabelão e não tem sardinhas no rosto, eu não ia ficar com pena de cortar ou lixar o rosto e aí tenho mais possibilidades pra customizar. Isso é tudo bullshit, porque até agora só consegui lixar o rosto e fazer trancinhas hahaha Ela chegou aqui dia 26 de maio (por isso o nome dela é May, duh!), quase um mês depois que eu paguei ela. É que o negócio é chique, a mocinha veio direto de Hong Kong para Porto Alegre.

Percebam que ela só veste tricô hahaha Primeiro, porque chegou no inverno e só faz frio, né? Segundo porque pra economizar, ela só veste o que minha mãe faz, ou seja, tricô. haha Sim, sim. Minha mãe, aquela que ficou sem falar comigo, agora faz casaquinhos mini para bonecas.

Ela tem até uma madrinha, a Mari. Foi através dela que conheci as Blythes, e a Valentina foi a primeira Blythe que eu acompanhei, desde o momento de compra, passando pelos momentos desesperadores onde a Mari abriu ela, até hoje. E a recíproca é verdadeira. Fui no encontro das dolls do sul fazer uma matéria, a Mari me deixou por dentro de tudo e depois acompanhou também desde o meu pedido até a chegada da May.

É muito bom tirar fotos dela, como se realmente fosse uma pessoa que fica por aqui enquanto eu trabalho. Meu Flickr agora é todo dela e assim eu posso também exercitar um pouquinho minha criatividade fotográfica, apesar de ainda não ter conseguido uma intimidade com minha câmera nova.

Apesar de tudo, acho que existem exageros sim no mundo das blythes. Mas isso acontece em tudo, e cabe a cada pessoa saber o que fazer da sua vida. Eu, por exemplo, tenho um limite que aceito pagar por roupinhas e coisas, e ele é proporcional ao limite que dou para comprar coisas pra mim também. Gosto de esperar por limpezas de armário, fazer troquinhas ou até mesmo pagar em dolar quando sai mais barato. É assim comigo, é assim com a blythe!

Fotos usadas no post: blythelife, erregiro, petitplat, lilitix, sugaroni, tamara, valaris, sabrina eras e taty.

——————————-

Peço que por favor, se for pra xingar, dizer que é um absurdo ou qualquer coisa do tipo, é melhor engolir seu comentário. A intenção do post não é gerar um debate sobre ter ou não uma Blythe, é para ser apenas algo divertido e mostrar coisas legais que EU vejo numa Blythe. Se você não vê… bom, deve ser por isso que eu tenho uma, e você não. Simples assim! =)

Página 1 de 512345