Sessão Pipoca com marmelo

28 de Julho de 2009

Bom, acho que a situação do cinema anda crítica esse ano, porque já faz um mês (ou até um pouquinho mais) que não vou no cinema porque não estréia UM filme bom. Fora isso, também notei que tem estreado bem menos filmes por semana. Uma pena. E as expectativas pros lançamentos até o final do ano também não são muito boas. Por um lado até é bom, visto que a recomendação por aqui é evitar lugares públicos com muita gente (por causa da gripe suína). Me resta alugar um filmes que eu ainda não vi e falar de uns bem atrasados.

Queime Depois de Ler
(Burn After Read)

★★★★½

Achava que ia ser muito viajão, pois li umas críticas ruins na época em que estava em cartaz. Errado! Eu adorei o filme, as atuações estão muuuuito engraçadas, a história é super bizarra e cheia de mortes por motivos bobos (como em todos os filmes dos irmãos Cohen!) e é mega engraçado o descaso das autoridades nos crimes. O personagem do Brad Pitt já vale o preço da locação (aconselho mesmo assim a procurar no YouTube ele dançando, porque é muito engraçado) e aquela desgraçada da Frances McDormand (que é casada com um dos Cohen) sempre me dá raiva pelos personagens que ela faz, mas é ótima também. O George Clooney está muito bom e eu só entendi o personagem dele da metade pro fim, pois realmente não tô acostumada a ver o Clooney fazendo outra coisa que não galã ou malandrão/galã.

Vestida para casar
(27 dresses)

★★★½☆

Filme de mulherzinha, mas é fofo. O que é aquela irmã dela? Nossa, que raiva me deu daquela guria, e só vai piorando conforme o filme vai passando. Os vestidos mais feios de damas-de-honra você encontra aqui. E vamos combinar que geralmente eles são terríveis mesmo. A melhor cena inclui muita bebida e Bennie & The Jets, música do Elton John. Acho que todo mundo que viu o filme vai concordar! Eu não lembro porquê exatamente, mas não gostava muito da Katherine Heigl (agora é o momento em que quem vê Grey’s Anatomy me mata ou para de ler o blog). Aí comecei a simpatizar com ela em Ligeiramente Grávidos e tenho que confessar que ela tá bem fofa nesse filme também. O ator que faz o parzinho dela é o também fofo James Marsden (o Ciclope, de X-Man!).

Valentin
(Valentin)

★★★★☆

É um filme argentino muito fofo que me lembrou muito O Ano em que meus pais sairam de férias. Tanto pelo personagem principal ser uma criança, quanto pela ambientação, época (Valentin se passa nos anos 60, enquanto O Ano… nos anos 70), mostrando ele meio solitário e sempre vivendo entre adultos. É bem singelo e o ator principal é uma fofura só! A história mostra um garotinho que vive com a avó e não tem mãe, mas acredita que ela está viva e que um dia eles poderão se encontrar. Enquanto isso, ela tenta se apegar à alguma namorada do pai para que ela faça o papel de mãe e seja amiga dele. Vale a pena pra quem gosta de filmes sensíveis e quer chorar um pouco no final de semana. Muita gente diz que ele é a versão masculina e infantil de Amélie, porém eu acho bem diferente.

A Mulher Invisível

★★☆☆☆

Achei que ia ser suuuper engraçado por causa do Selton Mello, mas é fraquíssimo. Mesmo assim, o Selton Mello continua sendo o Selton Mello, o Vladimir Brichta faz um papel clássico de Vladimir Brichta e a Luana Piovanni tá mais linda do que nunca. Vaca.

Acho que o final é que degringolou mesmo o filme, porque ele é demorado e tem muitas reviravoltas (não gosto quando o filme tem muitos desencontros e voltas amorosas).

Tá, eu realmente não tenho mais o que dizer do filme! haha Na verdade tô só enrolando pro texto ficar certinho na diagramação! Lalala Selton Melo lalala hahaha

Eu Te Amo, Cara
(I Love You, Man)

★★★½☆

Filme de homenzinho, mas também faz meu tipo. Primeiro porque como não gostar do Paul Rudd, o Mike da Pheebs? E o ator que faz o melhor amigo dele também não tem como não gostar. O filme é cheio de piadinhas e situações engraçadas, muito bom.

Espero que da próxima vez que tiver post Sessão Pipoca por aqui eu possa comentar mais filmes vistos no Cinema. Tô com boas expectativas pra ver Inimigos Públicos e A Era do Gelo em 3D (que eu já fui “ver” duas vezes e deu problema hahaha) Eu voto em complô, e vocês?

Sessão Pipoca com lasers

12 de Maio de 2009

Eu ia fazer esse post na ordem que eu vi os filmes, mas a empolgação não deixou! xD

Star Trek ★★★★★

Antes de mais nada, eis o que vocês precisam saber: eu odeio ficção científica e filmes do espaço. E nunca vi um Star Trek. Grata. Então como diabos tem 5 estrelas aqui? Pra que fique mais fácil de entender, eu vou desenhar ilustrar:


Tem aventura o tempo todo, mas sem que seja cansativo. Se um filme faz com que você faça uma dancinha louca na cadeira depois de uma sequência de lutas e manobras espaciais, é porque tá empolgando.


Tem comédia e fofurice. Sério, não tem como NÃO querer levar o russinho Pavel Chekov de 17 anos pra casa. Ele pode dizer que o mundo tá acabando que você vai achar fofo. Aí entra o personagem Scotty no filme e fica claro que seja qual for a situação, ele vai estar lá pra quebrar o gelo e ser o palhacitus da cena. =) Fora o capitão Kirk que protagoniza quase todas as trapalhadas.


Os personagens tem uma personalidade e uma intensidade incrível. Mas essas são características clássicas de personagens de seriado, que trabalham na base da repetição. Mas mais do que personalidade, eles são roots. E são assim desde crianças. Gostei!


É um clássico, não tem como negar. Anos de sucessos e milhares de fãs não podem estar errados!


Acho que já falei aqui, mas eu adoro espírito de equipe! Aquela vontade de bater na mesa e dizer: pro inferno com tudo! Vamos explodir uma nave juntos, ou morrer tentando. O filme juntou todos esses elementos e conseguiu me conquistar, mesmo sem nunca tendo visto um Star Trek que seja. Nerd é tão previsível, né? =P

Ah é, eu vi outros filmes..


Che ★½☆☆☆

Eu tinha ficado tão empolgada com Diários de Motocicleta que não via a hora de ver Benício Del Toro incorporando Che Guevara! Ele é perfeito pro papel, mas… cadê o filme mesmo? Passou e eu nem vi! É muito monótono, do começo ao fim. Arrastado, sem climax… nem as invasões empolgam muito. Uma parte tenta ser tipo um documentário, em contraponto com o começo da revolução do Che. Talvez se você for o tipo de pessoa que gostou de Assassinato em Gosford Park, gosta de jogar cricket, é um entusiasta comunista ou simplesmente é um velho chato, é provavel que goste bastante de Che. Enfim, achei muito decepcionante! E esse é só o primeiro de dois filmes. Minha expectativa pro segundo, claro, já é baixa desde já.


Wolverine ★★★½☆

Não podia abandonar o Wolvie! O filme é muito legal, cheio de reviravoltas, mas achei amargo demais. Tudo bem, assim é o Wolverine – e agora nós sabemos o motivo – mas é muito draminha pessoal sabe? Você fica com aquele sentimento de injustiça até o final. O grande destaque do filme é a participação do Gambit: lindo e novo favorito desde então haha